domingo, 18 de março de 2012

Do que me toca...

Volta


Quantas noites não durmo
A rolar-me na cama
A sentir tanta coisa
Que a gente não pode explicar
Quando ama...


O calor das cobertas
Não me aquece direito
Não há nada no mundo
Que possa afastar
Esse frio do meu peito...


Volta!
Vem viver outra vez a meu lado
Não consigo dormir sem teu braço
Pois meu corpo está acostumado
Mal acostumado...


Volta!
Vem viver outra vez a meu lado
Não consigo dormir sem teu braço
Pois meu corpo está acostumado...


Quantas noites não durmo
A rolar-me na cama
A sentir tanta coisa
Que a gente não pode explicar
Quando ama...


O calor das cobertas
Não me aquece direito
Não há nada no mundo
Que possa afastar
Esse frio do meu peito...


Mas Volta!
Vem viver outra vez a meu lado
Não consigo dormir sem teu braço
Pois meu corpo está acostumado


quarta-feira, 7 de setembro de 2011

vir a ser...inesgotável

"Em todo adulto espreita uma criança - uma criança eterna, algo que está sempre vindo a ser, que nunca está completo..."Carl Gustav Jung

sábado, 27 de agosto de 2011

quarta-feira, 27 de julho de 2011

O Que vc faria??

Labirintos sem fim.
Com a vida de cabeça para baixo...
Emoções à flor da pele.
Tudo parece por um fio.
Parece por tão pouco, mas não é...